terça-feira, outubro 28, 2014

Psicologia Organizacional e do Trabalho estarão representadas no IV CBP

Profissionais que atuam na área irão revelar a diversidade da prática por meio de suas apresentações
Psicologia Organizacional e do Trabalho, mais conhecida por POT, ganhou considerável destaque nos últimos anos, por um lado devido ao crescimento do mercado de trabalho e à valorização da qualidade de vida nas organizações e, por outro, por seu desenvolvimento acadêmico. No IV Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão (CBP), que acontece entre 19 e 23 de novembro, em São Paulo (SP), a área mostrará seu recente protagonismo por meio de diversos profissionais que irão apresentar suas práticas.
“A Psicologia Organizacional sempre teve presença importante na Psicologia. Ela já foi uma espécie de patinho feito quando o enfoque da formação era eminentemente clínico e poucos, no Brasil, dedicavam-se ao seu desenvolvimento acadêmico”, relata o professor de Psicologia da PUC-SP e coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Trabalho e Ação Social, Odair Furtado.
Segundo Furtado, até pouco tempo a Psicologia Organizacional ficava relegada ao “fazer” organizacional e, geralmente, os professores da área eram “alguém do mercado de trabalho” que ensinava como reproduzir esse fazer: “Hoje podemos dizer que ela é um cisne em fase de crescimento!”, comemora, citando excelentes contribuições como as de Wanderley Codo.
gestao_conhecimento
Expansão
Este crescimento, segundo Furtado, não aconteceu “do nada”, mas sim por meio da organização de psicólogos e psicólogas na área. Um exemplo foi a construção da Sociedade Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (SBPOT) e a construção Fórum de Entidades Nacionais da Psicologia Brasileira (FENPB), que tem a participação da SBPOT. “É ali que ocorre essa salutar integração que resulta em eventos como o CBP”, acredita o psicólogo, que irá apresentar dois trabalhos no IV CBP.
A expansão da Psicologia Organizacional também tem relação, segundo o professor de Gestão de Pessoas na Faculdade de Nova Serrana (MG), Luiz Paulo Ribeiro, com a valorização dos profissionais nas organizações, em estreita correlação com a gestão de pessoas (GP) e a mudança de paradigma de se considerar o funcionário enquanto pessoa. “O crescente número de psicólogos nas organizações só faz sentido se pensarmos que a POT, por meio da GP, tem servido às organizações como ferramenta para alcance de lucros, de minorar adoecimentos e impactos das mudanças e de ‘motivar’ funcionários”, afirma.
Desafios
Para Luiz Paulo, “o desafio de qualquer psicólogo da POT é saber contrabalançar entre os desejos organizacionais e as necessidades dos trabalhadores sem se perder ou se entregar às seduções de ambos”. Segundo ele, muitos profissionais ferem o Código de Ética Profissional em favor da empresa, culpabilizando os funcionários ou colaboradores.
A mestranda da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Talita Caetano, que também irá apresentar três trabalhos no IV CBP, conta que seu interesse pela área surgiu ainda na graduação, durante o estágio que fez em uma empresa júnior da disciplina de Psicologia da indústria. Segundo ela, ainda há muito preconceito em relação à área, por isso a importância de abordá-la em um evento de grande porte como o Congressão.
“Em geral, os alunos do curso de Psicologia não reconhecem a importância do campo, ou não o vêm de modo integrativo e mais amplo, como se a POT fosse uma coisa só. Relaciona-se muito a POT com o capitalismo”, diz Talita.  Em sua visão, dois cenários apresentam desafios para a área: o conceito de mercado flexível, o qual prevê que o indivíduo aja de uma maneira mais autônoma, mas sempre de forma contraditória: “a grosso modo, é apenas uma forma diferente de fazer com que o indivíduo alcance os objetivos da empresa”. E ainda a busca desenfreada por qualificação.
“A partir deste novo cenário de mercado, as relações entre os colaboradores das organizações tornam-se cada vez mais individuais e competitivas. O indivíduo, apesar de ter certa liberdade em realizar suas tarefas, não consegue conciliar as outras esferas da sua vida como, por exemplo, a família”, expõe Talita.
Integração
No caso da psicóloga e servidora pública Alciane Barbosa, o interesse pela POT veio mais tarde, quando passou a integrar o Departamento de Desenvolvimento de Recursos Humanos da Universidade Federal de Goiás (UFG).  As relações entre trabalho e saúde mental comporão uma de suas apresentações no IV CBP. “Decidimos abordar o tema diante da falta de conhecimento da comunidade interna e externa à UFG sobre o trabalho realizado pelos psicólogos da instituição junto aos servidores docentes e técnicos-administrativos”, explica.
Segundo Alciane, o mundo do trabalho está em constante mudança e o grande desafio é promover desenvolvimento nas organizações em consonância com a saúde e desenvolvimento dos trabalhadores. “A integração com o conhecimento produzido em outras áreas, como da saúde, da educação e da Psicologia Social podem contribuir neste sentido, enriquecendo a POT. Discutir questões específicas com pessoas de outras subáreas da Psicologia e de outras áreas do conhecimento sempre enriqueceu o meu trabalho”, diz.
Uma iniciativa de integração foi tomada pela psicóloga clínica e organizacional Ana Carolina Moura, que tem uma empresa de assessoria para bares e restaurantes na área de recursos humanos. “Desde que me formei, trabalho na área de recursos humanos em empresas do ramo da alimentação. Porém, também tenho formação e trabalho como psicóloga clínica. Com o objetivo de unir as duas profissões montei a minha empresa e consigo conciliar as duas áreas, além de realizar um trabalho na área organizacional como eu realmente acredito”, conta.  Esse, por sinal, será o tema de seu trabalho no IV CBP, o “Como eu faço…” intitulado Gestalt-Terapia nas organizações: um desafio da Psicologia.
Outro trabalho sobre o tema será do psicólogo Armando Ribeiro, consultor em Gestão do Estresse, Bem-Estar e Qualidade de Vida no Trabalho, que irá abordar no CBP a questão da saúde ocupacional como fator estratégico para o sucesso das organizações e de culturas organizacionais mais saudáveis. “São temas emergentes que tornam o papel do psicólogo nas organizações cada vez mais fundamental”.
Sua descoberta da Psicologia Organizacional veio após mais de quinze anos de atendimento na clínica, quando as pessoas mostravam que parte do seu processo de adoecimento vinha do ambiente de trabalho. “As relações no ambiente de trabalho vêm sendo intoxicadas por metas irrealistas, estímulos de um ambiente competitivo e muitas vezes do ‘mobbing’, a fim de promover resultados a qualquer preço”, relata.
Por outro lado, Ribeiro destaca avanços na Psicologia Organizacional e do Trabalho. É o caso, por exemplo, da descoberta, por parte das (os) psicólogas (os), de atuações que vão além das tradicionais áreas de Recursos Humanos ou das atividades de seleção, recrutamento e treinamento nas empresas. “A Psicologia vê que dentro ou fora das organizações pode contribuir para o desenvolvimento de carreiras, como coaching psicológico, auxiliando profissionais a alcançarem a excelência profissional e liderança em suas atividades laborais”, conclui.
Fonte: IV CBP

Prof Armando Ribeiro em visita ao campus da Harvard Business School

Prof Armando Ribeiro em visita ao campus da Harvard Business School.


Os prédios são referências as grandes famílias e empreendedores que possuem uma relação estreita com a história e apoio da Harvard Business School (HBS), aqui vemos a Bloomberg.


Placa em referência aos famosos estudos de caso da Harvard Business School. O estudo de casos de empresas reais representa um grande avanço no ensino da escola de negócios da Harvard. O prof Armando Ribeiro ao lecionar no Instituto de Ensino e Pesquisa - Insper em São Paulo / Brasil, utilizava os estudos de caso da Harvard Business School na disciplina de Psicologia Aplicada à Administração / Comportamento Organizacional oferecendo discussões de qualidade para a formação dos futuros administradores e lideres. 


Área externa da Harvard Business School.


Mapa do campus da Harvard Business School.


Área de convivência interna do prédio da Bloomberg da Harvard Business School. Elegância, conforto e um ambiente estimulante ao estudo e debate das grandes ideias do mundo corporativo.


Na Harvard Business School as paredes e objetos de decoração falam sobre o sucesso e a preparação necessária para se tornar um grande líder no mundo corporativo.

"I remember long nites [nights] and endless discussions with you, when we were not afraid to speak our minds and now i feel only the hush, hush, hush of our mutual silence." 




"Helping sons and dauthters of farm workers - migrant students - become entrepreneurs, investors, or manager will have a game-changing effect"
Making a difference
Harvard Business School


Fica claro na Harvard Business School a importância que se dá a preparação mental dos estudantes para atingirem o estado mental de liderança. O equilíbrio entre a razão e a emoção, o desenvolvimento de competências comportamentais (ex. liderança, ética, trabalho em equipe) são alguns dos segredos de sucesso por trás da Harvard Business School. Enquanto lecionava no Instituto de Ensino e Pesquisa - Insper, em São Paulo - SP, sempre defendi que o que faz diferença na carreira dos meus alunos não era apenas a excelência no domínio das ferramentas do mundo dos negócios (ex. ferramentas de gestão, econometria e etc.), mas sim o domínio de si-mesmo. Já em 2012, na sala de aula do Insper demonstrávamos aos estudantes de administração o efeito das emoções no cérebro e tomada de decisões, através de sofisticados equipamentos de neurofeedback para treinamento cerebral.


Prática intensiva de esportes (individuais e/ou coletivos) são comuns aos campus da 
Harvard e MIT.

segunda-feira, outubro 27, 2014

Prof Armando Ribeiro em visita o campus do MIT

 


Prof Armando Ribeiro visita o campus do Massachusetts Institute of Technology (MIT), localizado em Boston / Massachusetts (EUA), considerado uma das melhores universidades do mundo. O MIT é referência mundial no ensino, pesquisa e extensão nas áreas de engenharia, tecnologia e afins.




As instalações do MIT impressionam tanto quanto a ciência de vanguarda que suas salas e demais espaços abrigam. Andar pelos corredores e salas do MIT inspiram... Dos seus laboratórios são criados os equipamentos e tecnologias do futuro.   



Em um dos cartazes espalhados pelos corredores do MIT não podemos deixar de notar um que se refere ao Brasil. Os estudantes do MIT também estudam sobre o nosso país...

Prof Armando Ribeiro na 9a. Jornada Gaúcha de Psicologia Hospitalar


9a. Jornada Gaúcha de Psicologia Hospitalar
Inovações nas Práticas em Saúde
Emergências - Humanização - Avaliação - Paciente Crônico - Luto - Adesão ao tratamento

Auditório do Hospital Mãe de Deus
Porto Alegre / RS, 24 e 25 de outubro de 2014



Prof Armando Ribeiro foi um dos convidados para participar da 9a. Jornada Gaúcha de Psicologia Hospitalar e apresentou a conferência "Pioneirismo do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo. O que aprendemos?", atividade coordenada pela dra. Maria Lucia Tiellet Nunes (PUCRS).



Mais de 200 participantes entre estudantes, residentes de Psicologia Hospitalar, profissionais da Psicologia e convidados. As atividades foram realizadas no auditório do Hospital Mãe de Deus (Porto Alegre / RS) e promovido pela Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar (Porto Alegre / RS).



Prof Armando Ribeiro também apresentou o tema "Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Saúde e Espiritualidade" atividade coordenada pela dra. Alessandra Wolf (HU-SSMD/RS).



Durante o evento também houve a sessão de autógrafos do livro "Psicologia da Saúde. A prática da terapia cognitivo-comportamental em hospital geral" organizado pelas dras. Tânia Rudnicki e Marisa Sanchez.  O prof Armando Ribeiro escreveu o capítulo "Contribuições da Psicologia da Saúde, sob enfoque da Terapia Cognitivo-Comportamental, aplicada em Gastroenterologia". 

terça-feira, outubro 21, 2014

Saúde Emocional do canal FoxLife


Todas as emoções negativas se refletem no nosso corpo, afetando o sistema imunológico e provocando doenças e instabilidade. Em Saúde Emocional do canal FoxLife, uma equipe de médicos especialistas de diferentes áreas nos ensinam ferramentas para tirar o melhor das emoções e da influência que elas têm sobre o nosso organismo.


sábado, outubro 18, 2014

Medicina Integrativa foi tema no I Congresso Paulista de Fisioterapia em Oncologia e II Up to Date Fisioterapia no Câncer de Mama


Prof Armando Ribeiro apresentou a palestra sobre "Medicina Integrativa" no I Congresso Paulista de Fisioterapia em Oncologia e II Up to Date Fisioterapia no Câncer de Mama. Quem cuida do cuidador? Discutindo sobre estresse, burnout e resiliência na Fisioterapia.

"Falar é superficial, por mais profunda que seja a fala. 
Tocar é profundo, por mais superficial que seja o toque."
(A. Gaiarsa)

As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs) / Medicina Integrativa / Cuidados Integrativos redescobrem que se usarmos a fala e o toque com o coração, não apenas cuidaremos do corpo ou das emoções, mas cuidaremos da pessoa como um TODO. 

O Prof. Armando Ribeiro é psicólogo, especialista da primeira turma em Bases da Medicina Integrativa pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein, capacitação em Gestão das Práticas Integrativas e Complementares pelo Ministério da Saúde - MS / Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares - PNPIC no SUS e "Integrative Mental Health" pelo Arizona Center for Integrative Medicine da The University of Arizona (EUA). Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse do Centro Avançado em Saúde do Hospital São José da Beneficência Portuguesa de São Paulo.



Prof Armando Ribeiro com a comissão organizadora do  I Congresso Paulista de Fisioterapia em Oncologia e II Up to Date Fisioterapia no Câncer de Mama.



Auditório da UNIP campus Paraíso (São Paulo - SP) local onde foi realizado o  I Congresso Paulista de Fisioterapia em Oncologia e II Up to Date Fisioterapia no Câncer de Mama.

sexta-feira, outubro 17, 2014

Estresse e Arte no programa Vida Melhor da RedeVida


Cláudia Tenório, Cleto Baccic e Prof Armando Ribeiro

No programa Vida Melhor da Rede Vida conversamos sobre o estresse do dia-a-dia e o papel da arte na redução do estresse. O ator Cleto Baccic apresenta a peça "O homem de La Mancha" no teatro do Sesi (Av. Paulista).


Ator Cleto Baccic e o psicólogo Prof Armando Ribeiro

A vida imita a arte ou a arte imita a vida?

As terapias expressivas (ex. arte-terapia, musicoterapia e etc.) são estratégias importantes para a gestão do estresse. Através da produção artística ou mesmo da produção de textos, artesanatos, desenhos e quaisquer outras formas de expressão podemos reduzir os sintomas do estresse tóxico e mudar o foco mental dos problemas diários para novos pontos de vista. 

Sinopse do musical "O homem de La Mancha"

Um manicômio brasileiro no final dos anos 30. Um paciente é anunciado para internação. Apresenta-se como Miguel de Cervantes, poeta, ator de teatro e coletor de impostos. Chega na companhia de seu criado, Sancho.

Ele é abordado pelo Governador, louco que comanda os internos do hospital. O grupo ataca seus pertences e lhe subtraem suas poucas posses. Cervantes se preocupa apenas com um manuscrito, que é arremessado entre eles. Para dar a Cervantes a oportunidade de reaver seu manuscrito, o Governador instala um julgamento.

O Duque faz a acusação. Cervantes organiza sua defesa convidando os loucos a encenarem com ele uma peça de teatro.

É a história de D. Alonso Quijana, um velho fazendeiro aposentado, ávido leitor, desgostoso com os maus-tratos dos homens para com seus semelhantes. Melancólico com as injustiças do mundo e tomado pela loucura, imagina ser D. Quixote Senhor de La Mancha, um Cavaleiro Errante, atrás de aventuras que lhe permitam combater o mal, assistir os indefesos e praticar o bem.

Fonte: FIESP / SESI-SP

terça-feira, outubro 14, 2014

Debate "Morar no século XXI" conduzido pela jornalista Mônica Waldvogel


Participantes do debate "Morar no século XXI" do programa Projeto Família Sempre Protegida da BB e Mapfre. O debate foi conduzido pela jornalista Mônica Waldvogel e contou com a participação do psicólogo Armando Ribeiro, do urbanista Candido Malta, da pesquisadora Silvia Cervellini (Ibope Inteligência) e do presidente Marcos Ferreira (BB e Mapfre)


Armando Ribeiro, Cândido Malta e a jornalista Mônica Waldvogel.


 Armando Ribeiro e Mônica Waldvogel.


Armando Ribeiro e Cândido Malta.


Silvia Cervellini e Armando Ribeiro.


terça-feira, outubro 07, 2014

Morar no século XXI debate coordenado pela jornalista Mônica Waldvogel

Evento de lançamento do Projeto Família Sempre Protegida e debate Morar no século XXI

BB E MAPFRE inova com canal de distribuição e inédita forma de contratação de seguros no mundo

Marcos Ferreira, presidente do Grupo BB E MAPFRE nas áreas de Automóvel, Seguros Gerais e Affinities, convida para o evento de lançamento do Projeto Família Sempre Protegida, que inaugura, em nível mundial, uma nova forma de ofertar e contratar seguros.

O evento contará com a mesa-redonda “Morar no Século XXI”, com a participação do arquiteto e urbanista Candido Malta, Silvia Cervellini, diretora de Negócios de Serviços do IBOPE INTELIGÊNCIA, que apresentará pesquisa também inédita sobre o mercado de seguros brasileiro, além de Marcos Ferreira, presidente do Grupo BB E MAPFRE. [Prof Armando Ribeiro também será um dos debatedores do tema "Morar no Século XXI"]

Você poderá também já viver a experiência real de adquirir uma apólice de uma forma que deve representar a maior mudança cultural no mercado brasileiro de seguros desde o seu surgimento.

Serviço

Mestre de cerimônia e mediadora: Mônica Waldvogel

Debate: “Morar no século XXI”

Data: 14 de outubro de 2014 (terça-feira)

Programação

Welcome Coffee: 9h30

Abertura do evento: 10h

Mesa redonda “Morar no século XXI”: 10h15

Apresentação do Projeto: 11h30

Experiência de compra: 12h

Almoço com executivos do Grupo: 13h

Local: Edifício MAPFRE (Av. Nações Unidas, 11.711. São Paulo)

Fonte: CDN Comunicação

Managing Stress: Protecting Your Health | The Forum at HSPH

The Health Burden of Stress: What We Can Do About It | The Forum at HSPH

segunda-feira, outubro 06, 2014

The New Science of Resiliency and its Clinical Applications. Harvard Medical School. Massachussetts General Hospital.

The New Science of Resiliency and its Clinical Applications

Benson-Henry Institute for Mind Body Medicine
Massachusetts General Hospital
Harvard Medical School


A nova ciência da resiliência e suas aplicações clínicas apresenta um olhar mais abrangente sobre a ciência existente e nova de resiliência, o papel emergente da medicina corpo-mente em modelos de saúde na atualidade, e as aplicações clínicas mais eficazes de técnicas de construção de resiliência. Estamos honrados este ano para receber o renomado cientista do stress / resiliência, Bruce S. McEwen, PhD. O autor de mais de 600 artigos revisados ​​por pares, Dr. McEwen é incomparável em suas contribuições para a compreensão científica sobre a influência do estresse sobre a saúde e a doença. Os estudos revolucionários do Dr. McEwen e sua equipe de pesquisa continuam a elucidar o impacto do estresse sobre a estrutura do cérebro e a neuroquímica no cérebro. 

O objetivo geral do curso é aprofundar a compreensão de como o sistema de estresse influencia a saúde e a doença, e para aumentar as habilidades em práticas corpo-mente que atenuem o estresse. 

Os participantes serão capazes de: 

Reconhecer a base científica dos mecanismos do corpo-mente como eles se relacionam com a saúde e da doença (alostase e carga alostática). 
Atualizar sobre neuroimagem e alterações genômicas que se desenvolvem em resposta a elicitação da resposta de relaxamento. 
Descrever o papel emergente significativo da medicina corpo-mente no que se refere à saúde pública. 
Demonstrar habilidades em diversas abordagens corpo-mente, incluindo meditação, yoga, tai chi e mindfulness (atenção plena). 
Aplicar intervenções mente / corpo com os pacientes para o tratamento e prevenção da doença. 
Integrar tratamentos corpo-mente inovadores com populações especializadas de pacientes, incluindo os militares, crianças, comunidades de baixa renda, idosos e pessoas com condições específicas (câncer, problemas cardíacos, dor crônica, TEPT e outros). 
Descreva as estratégias ambientais que influenciam a saúde e resiliência. 
Pratique entrevista motivacional com os pacientes para apoiar a mudança de comportamento. 
Identificar burnout do cuidador e promover resiliência.


La nueva ciencia de la Resistencia y sus aplicaciones clínicas presenta una visión integral de la ciencia actual y nueva de la resistencia, el papel emergente de la medicina mente-cuerpo en los modelos actuales de atención de salud, y las aplicaciones clínicas más eficaces de las técnicas de fomento de la capacidad de recuperación. Nos sentimos honrados de este año para dar la bienvenida el estrés y la elasticidad científico de renombre mundial, Bruce S. McEwen, PhD. El autor de más de 600 artículos revisados ​​por pares, el Dr. McEwen tiene paralelo en sus contribuciones a la comprensión científica de la influencia del estrés en la salud y la enfermedad. Los estudios pioneros del Dr. McEwen y su equipo de investigación continúan para esclarecer el impacto del estrés en la estructura del cerebro y la neuroquímica del cerebro. 

El objetivo general del curso es profundizar en la comprensión de cómo el sistema de estrés influye en la salud y la enfermedad, y para aumentar las habilidades en prácticas corporales cuenta que mitigan el estrés. 

Al finalizar este curso, los participantes serán capaces de: 

Reconocer el fundamento científico de los mecanismos de la mente del cuerpo y su relación con la salud 
y la enfermedad (alostasis y allostatic carga). 
Resumir imágenes-actualizada cerebro y los cambios genómicos que se desarrollan en respuesta a la provocación de la respuesta de relajación. 
Describir el papel significativo emergente de la medicina mente-cuerpo y su relación con la salud pública. 
Demostrar habilidades en diversos enfoques cuerpo mente, incluyendo mediaciones rectores, el yoga, el tai chi y la atención plena. 
Aplicar intervenciones mente / cuerpo con los pacientes para el tratamiento y prevención de la enfermedad. 
Integrar innovadores tratamientos corporales mente con poblaciones especiales de pacientes, incluyendo los militares, los niños, las comunidades de bajos ingresos, ancianos y personas con condiciones específicas (cáncer, cardíacas, el dolor crónico, trastorno de estrés postraumático y otros). 
Describir las estrategias ambientales que influyen en la salud y la capacidad de recuperación. 
Practique la entrevista motivacional con los pacientes para apoyar el cambio de comportamiento. 

Identificar proveedor de agotamiento y mejorar proveedor de resiliencia.


The New Science of Resiliency and its Clinical Applications presents a comprehensive look at the existing and new science of resiliency, the emerging role of mind body medicine in current health care models, and the most effective clinical applications of resiliency-building techniques. We are honored this year to welcome world-renowned stress and resiliency scientist, Bruce S. McEwen, PhD. The author of over 600 peer-reviewed articles, Dr. McEwen is unparalleled in his contributions to the scientific understanding of the influence of stress on health and illness. The groundbreaking studies by Dr. McEwen and his research team continue to elucidate the impact of stress on brain structure and neurochemistry in the brain.

OBJECTIVES
The overall goal of the course is to deepen understanding of how the stress system influences health and illness, and to increase skills in mind body practices that mitigate stress.

Upon completion of this course, participants will be able to:

Recognize the scientific foundation of mind body mechanisms as they relate to health 
and illness (allostasis and allostatic load).
Summarize up-to-date brain imaging and genomic changes that develop in response to elicitation of the relaxation response.
Describe the emerging significant role of mind body medicine as it relates to public health.
Demonstrate skills in various mind body approaches, including guiding mediations, yoga, tai chi and mindfulness.
Apply mind/body interventions with patients for treatment and prevention of disease.
Integrate innovative mind body treatments with specialized patient populations, including the military, children, low-income communities, the elderly and those with specific conditions (cancer, cardiac, chronic pain, PTSD and others).
Describe environmental strategies that influence health and resiliency.
Practice motivational interviewing with patients to support behavior change.

Identify provider burnout and enhance provider resiliency.


Prof. Armando Ribeiro com Dr Herbert Benson
BHI Founder and Director Emeritus
Mind Body Medicine Professor of Medicine
Harvard Medical School


Prof Armando Ribeiro com Dr Bruce McEwen
Alfred E. Mirsky Professor of Neuroscience
Rockefeller University


Prof Armando Ribeiro com Dr Gregory Fricchione
Director of BHI
Professor of Psychiatry, HMS


Prof Armando Ribeiro com Dr John Denninger
Director of Clinical Research, BHI
Instructor in Psychiatry, HMS


Prof Armando Ribeiro com Dr Walter Willett
Chair, Department of Nutrition
Harvard School of Public Health


Prof Armando Ribeiro com Peg Baim, MS, NP
Clinical Director of Training, BHI


Prof Armando Ribeiro com Kathleen Miller, PhD e Joanne Rowley, MS
Mindfulness
MGH Wellness Center


Prof Armando Ribeiro com Ann Webster, PhD
RR Techniques for Inner Stillness
Associate in Psychiatry and Instructor in Medicine
Harvard Medical School
Director, Mind Body Program for Cancer and the Mind Body Program for Successful Aging, BHI


Prof Armando Ribeiro com a diretora Shannon Harvey 
The Connection Documentary


Prof Armando Ribeiro com Dr Herbert Benson
BHI Founder and Director Emeritus
Mind Body Medicine Professor of Medicine
Harvard Medical School



quarta-feira, setembro 24, 2014

Coaching em Liderança & Cuidados em Saúde. Institute of Coaching / Mclean Hospital / Harvard Medical School


O encontro anual sobre Coaching em Liderança & Cuidados em Saúde promovido pelo Instituto de Coaching, McLean Hospital e Harvard Medical School, destinado a líderes, médicos, profissionais de saúde, provedores de cuidados em saúde, life coaches e wellness and life coaches. Este evento energizante e inovador apresenta palestras de líderes mundiais em liderança, saúde e bem-estar, coaching e psicologia positiva, psicologia comportamental e neurociência. 

São oferecidas cinco sessões em quatro trilhas de domínio:
Liderança 
Saúde 
Psicologia Positiva, e 
Prática Avançada. 

Nós também oferecemos uma sessão de pôsteres para lhes trazer as últimas pesquisas. 
Coaches profissionais, bem como uma ampla divulgação dos conhecimentos básicos de treinamento, ajudam a catalisar a transformação da liderança e da saúde. Na liderança da organização, os coaches executivos desempenham um papel crítico no desenvolvimento de líderes de alto desempenho, que vivem em um mundo “VUCA” (em inglês: volátil, incerto, complexo e ambíguo). No setor de saúde, o tratamento de doenças crónicas relacionadas com o estilo de vida consome 70% dos custos de cuidados de saúde, uma crescente crise econômica e humana. Motivar e treinar os pacientes para desenvolver e sustentar comportamentos saudáveis é uma das bases científicas e competências de coaching. 


El séptimo anual en conferencia de Coaching Liderazgo y Salud que ofrece el Instituto de Coaching, del Hospital McLean y la Escuela de Medicina de Harvard, sirve líderes, médicos, profesionales de la salud, entrenadores ejecutivos, coches de la vida y los entrenadores de salud y bienestar. Este evento energizante y rompedor cuenta con conferencias magistrales de los líderes mundiales en el liderazgo, la salud y el bienestar, el coaching y la psicología positiva, la psicología del comportamiento y la neurociencia. 

Ofrecemos cinco sesiones de trabajo en cuatro dominios de vía (dos sesiones individuales son de práctica avanzada): 

Liderazgo 
Salud 
Psicología Positiva, y 
Práctica Avanzada.

También ofrecemos una sesión de carteles para lograr que las últimas investigaciones.
Entrenadores profesionales, así como una amplia difusión de las competencias básicas de coaching, ayudan a catalizar la transformación del liderazgo y de la salud. En el liderazgo organizacional, coaches ejecutivos juegan un papel crítico en el desarrollo de líderes de alto rendimiento que llevan en un mundo "VUCA" (volátil, incierto, complejo, ambiguo). En la industria de la salud, el tratamiento de las enfermedades crónicas relacionadas con el estilo de vida consume el 70% de los costes sanitarios, la creciente crisis humana y económica. Motivar y entrenar a los pacientes para desarrollar y mantener las conductas de salud que da es una aplicación urgente de las competencias de coaching basados ​​en la ciencia. Los entrenadores sirven más de un mercado de $ 2,000,000,000 de dólares anuales.

The seventh annual Coaching in Leadership & Healthcare conference offered by the Institute of Coaching, McLean Hospital, and Harvard Medical School, serves leaders, physicians, healthcare providers, executive coaches, life coaches and health and wellness coaches. This energizing and groundbreaking event features keynotes by world leaders in leadership, health and well-being, coaching, and positive psychology, behavioral psychology, and neuroscience.

We offer five breakout sessions in four track domains (two breakouts are Advanced Practice):
Leadership
Healthcare
Positive Psychology, and
Advanced Practice.

We also offer a poster session to bring you the latest research.
Professional coaches, as well as wide dissemination of basic coaching skills, help catalyze the transformation of leadership and healthcare. In organizational leadership, executive coaches play a critical role in developing high-performing leaders who lead in a VUCA world (volatile, uncertain, complex, ambiguous). In the healthcare industry, the treatment of lifestyle-related chronic diseases consumes 70% of healthcare costs, a growing human and economic crisis. Motivating and coaching patients to develop and sustain health-giving behaviors is a pressing application of science-based coaching competencies. Coaches serve well over a $2 billion dollar market annually.

Prof. Armando Ribeiro com a Dra Carol Kauffman (diretora do Institute of Coaching, McLean Hospital / Harvard Medical School) e Margaret Moore, MBA (vice-diretora do Institute of Coaching).


O foco do líder

Prof. Armando Ribeiro (Psicólogo e Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com o Dr. Daniel Goleman (Psicólogo e renomado autor dos livros "Inteligência Emocional" e "Foco", entre outros).


Mentes flexíveis, corações e mãos: Como empoderar líderes, trabalhadores e suas vidas.

Prof. Armando Ribeiro (Psicólogo e Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com Dr. Steven Hayes (Psicólogo e Professor da Universidade de Nevada).

Prof. Armando Ribeiro com o neurocientista Dr Alvaro Pascual-Leone depois do brilhante workshop sobre "Coaching Brain Health".

Prof. Armando Ribeiro com a Dra. Shelley Carson e Margaret Moore, MBA responsáveis pelo workshop "Minds that thrive under constant pressure: for coaches and leaders".


Prof. Armando Ribeiro com Tara Bennett-Goleman,MA e Daniel Goleman, PhD no workshop "Mindful habit change in Coaching".


terça-feira, setembro 23, 2014

Como tirar a fralda, chupeta, berço... Dicas possíveis para ajudar seu filho a crescer. E você a não surtar!

Como tirar... a mamadeira, a chupeta, o dedo, a fralda, o berço... Dicas possíveis para ajudar seu filho a crescer e você a não surtar!

Haja coração para tantas mudanças. Saiba como lidar com as transformações que acompanham o desenvolvimento de seu filho e ajude-o a encarar os desafios com tranquilidade. Claro, mantendo a calma, evitando comparações com outras crianças e respeitando o ritmo de cada uma.

Minha entrevista para a matéria de capa da revista Crescer (número 250) de setembro / 2014. 

Leitura obrigatória para as avós e tias de plantão!!!

segunda-feira, setembro 22, 2014

Depressão, Ansiedade e Estresse - McLean Hospital / Harvard Medical School Affiliate


Depressão, ansiedade e estresse são epidêmicas em nossa sociedade. Estima-se agora que, entre os norte-americanos adultos, 29% irão desenvolver um transtorno de ansiedade e 21% terão um transtorno de humor em algum momento de suas vidas. Depressão Maior é a principal causa de incapacidade em todo o mundo para todas as pessoas com mais de 5 anos de idade. A prevalência de depressão está crescendo rapidamente, e em 2020, prevê-se que a depressão será o segundo problema de saúde mais comum no mundo. Estresse, menos facilmente definido, mas quase onipresente em nossa sociedade de ritmo rápido, pode ser benéfica às vezes, mas em outras vezes pode levar a graves sequelas fisiológicas que podem resultar em doenças de saúde física e mental. Os sintomas de todos estes distúrbios se sobrepõem um pouco, mas distinções pode ser importante na orientação do tratamento, especialmente em casos resistentes ao tratamento. Infelizmente, a maioria dos pacientes com transtornos de ansiedade e depressão não recebem qualquer tipo de tratamento, mas mesmo aqueles que o fazem muitas vezes recebem tratamento abaixo do ideal. A boa notícia é que, com o tratamento adequado, 80,90% dos pacientes vão sentir alívio.
Hospital McLean e Harvard Medical School tem o prazer de oferecer esta conferência inovadora focada em depressão, ansiedade e stress. Vamos trazer juntos autoridades líderes no campo, a fim de lhe trazer as últimas atualizações e práticas de estado da arte no diagnóstico e tratamento destas doenças. Enquanto alguns dos tratamentos básicos são bem conhecidos pela prática clínica, são os tratamentos mais matizados ou combinações de tratamentos apropriados, que são por vezes necessárias. Os participantes irão aprender sobre todas estas modalidades através de uma variedade de métodos de ensino, incluindo palestras didáticas e debates interativos.

La depresión, la ansiedad y el estrés son una epidemia en nuestra sociedad. Ahora se estima que entre los adultos estadounidenses, 29% desarrollará un trastorno de ansiedad y el 21% tendrá un trastorno de estado de ánimo en algún momento de sus vidas. La depresión mayor es la principal causa de discapacidad en todo el mundo para todas las personas mayores de 5 años. La prevalencia de la depresión está creciendo rápidamente, y en 2020, se prevé que la depresión será el segundo problema de salud más común en el mundo. El estrés, menos fácil de definir, pero casi omnipresente en nuestra sociedad de ritmo rápido, puede ser beneficioso en ocasiones, pero en otras ocasiones puede conducir a graves secuelas fisiológicas que pueden resultar en trastornos de salud físicos y mentales. Los síntomas de todos estos trastornos se solapan un poco, pero distinciones pueden ser importantes para guiar el tratamiento, especialmente en los casos resistente al tratamiento. Tristemente, la mayoría de los pacientes con depresión y los trastornos de ansiedad no reciben tratamiento alguno, pero incluso los que lo hacen a menudo reciben un tratamiento subóptimo. La buena noticia es que con el tratamiento adecuado, 80.90% de los pacientes experimentan alivio.
McLean Hospital y Harvard Medical School se complace en ofrecer esta conferencia innovador centrado en la depresión, la ansiedad y el estrés. Vamos a reúnan las autoridades líderes en el campo con el fin de ofrecerte las últimas actualizaciones y las prácticas del estado de la técnica en el diagnóstico y tratamiento de estos trastornos. Mientras que algunos de los tratamientos básicos son bien conocidos para los médicos en ejercicio, son los tratamientos más matizadas o combinaciones de tratamientos adecuados, que a veces son necesarios. Los participantes aprenderán acerca de todas estas modalidades a través de una variedad de métodos de enseñanza incluyendo charlas didácticas y debates interactivos.


Depression, anxiety and stress are epidemic in our society. It is now estimated that among US adults, 29% will develop an anxiety disorder and 21% will have a mood disorder at some point in their lives. Major Depression is the leading cause of disability throughout the world for all people over 5 years old. The prevalence of depression is growing rapidly, and by 2020, it is projected that depression will be the second most common health problem in the world. Stress, less easily defined, but almost ubiquitous in our fast.paced society, can be beneficial at times, but at other times can lead to serious physiological sequelae that can result in both physical and mental health disorders. Symptoms of all of these disorders overlap somewhat, but distinctions can be important in guiding treatment, especially in treatment.resistant cases. Sadly, most patients with depression and anxiety disorders do not receive any treatment at all, but even those that do often receive suboptimal treatment. The good news is that with appropriate treatment, 80.90% of patients will experience relief.
McLean Hospital and Harvard Medical School are pleased to offer this groundbreaking conference focused on depression, anxiety and stress. We will bring together leading authorities in the field in order to bring you the latest updates and state-of-the-art practices in diagnosing and treating these disorders. While some of the basic treatments are well-known to practicing clinicians, it is the more nuanced treatments or combinations of appropriate treatments that are sometimes needed. Participants will learn about all of these modalities through a variety of teaching methods including didactic lectures and interactive panel discussions.


Prof. Armando Ribeiro (Psicólogo e Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) foi o único representante da América do Sul a participar do evento de atualização clínica sobre "Depressão, Ansiedade e Estresse" promovido pelo McLean Hospital afiliado da Harvard Medical School, em Boston / Massachussetts (EUA).


"Estresse..."

Prof. Armando Ribeiro (Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com o Dr. Diego Pizzagalli (Diretor do Centro de Pesquisa para Depressão, Ansiedade e Estresse e Professor de Psiquiatria da Harvard Medical School) e Dra. Rajita Sinha (Diretora do Centro Interdisciplinar de Estresse de Yale).


"Direções futuras nas Terapias Cognitivas e Comportamentais: TCC, DBT e ACT"

Prof. Armando Ribeiro (Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com o Dr. Jeff Szymanski (Diretor Executivo da International OCD Foundation; Clinical Instructor in Psychology, Department of Psychiatry, Harvard Medical School).


"Medicina Complementar e Integrativa para tratar a depressão, ansiedade e estresse"

Prof. Armando Ribeiro (Psicólogo e Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com Dr. Christopher Palmer (McLean Hospital) e Dr. Donald Levi (Diretor Médico do Osher Clinical Center for Integrative Medicine, Brigham & Woman Hospital).

"Atividade física para tratar a depressão, ansiedade e estresse"

Prof. Armando Ribeiro (Coordenador do Programa de Avaliação do Estresse da Beneficência Portuguesa de São Paulo) com a Dra. Elizabeth Frates (Institute of Lifestyle Medicine / Harvard Medical School).